Avante

Praticar a gratidão ao que nos rodeia, é reconhecer e dar valor à vida, abraçar a paz e absorver a beleza que ela encerra.
Feliz 2018.
MG




domingo, 20 de abril de 2014

vinte de abril/Minha páscoa de criança

Minha páscoa de criança


Era o tempo das mimosas e giestas floridas
Das ruas tapetadas e coloridas
Do cheiroso rosmaninho de boas-vindas
Do louro e do alecrim
Dos malmequeres e das margaridas
E do perfumado jasmim...

As colchas pendiam das janelas
O campanário anunciava aleluia
Canções, risos, folias nas ruelas
Páscoa, era partilhar alegria

Havia folares levedados e afilhados
Bolos de azeite bem odorados
Ovos biológicos e azeite caseiro
Nas narinas, ainda vivo esse cheiro

Era o tempo de bonança
De almas que recebiam luz
Em cada casa, a Primavera
Eram duendes que traziam Jesus...

Saudades do tempo em que eu era
Aquela criança Primavera!
Saudades dos meus avós...
Magia tão sincera!


28/03/2014


margui

Sem comentários:

Enviar um comentário

É um prazer, receber o seu comentário.
Obrigada pelo contributo.
maria guida