Dizem os números que um ano cessou...e outro iniciou...Assim sendo,ou não,no tempo sempiterno,Eu Vou...Um abraço de muita paz e muito amor...a quem comigo, neste barco for...

Quando meu tempo mo permitir, porei neste espaço, o que e o quanto me possa brotar,para convosco desabafar...neste mundo de corridas, neste mundo de porquês...
01/01/2017
margui




domingo, 6 de abril de 2014

seis de abril/Fecho os olhos e vejo...



Fecho os olhos e vejo...
 Fecho os olhos  e vejo um avião
Ele dorme no fundo do mar
Lá dentro vejo corpos estendidos
Tortos, partidos, encolhidos
Almas velando num altar...

Esfrego os olhos, em confusão
Há um bálsamo que me acalma
Parece minh ¢alma
Que me entrega
 Perante  tal vastidão e fraqueza
 Que cresce...
 Só na minha espécie...

03/04/14


margui

Sem comentários:

Enviar um comentário

É um prazer, receber o seu comentário.
Obrigada pelo contributo.
maria guida