Dizem os números que um ano cessou...e outro iniciou...Assim sendo,ou não,no tempo sempiterno,Eu Vou...Um abraço de muita paz e muito amor...a quem comigo, neste barco for...

Quando meu tempo mo permitir, porei neste espaço, o que e o quanto me possa brotar,para convosco desabafar...neste mundo de corridas, neste mundo de porquês...
01/01/2017
margui




domingo, 30 de novembro de 2014

trinta de novembro/Informatiza-te ...


Informatiza-te ...
Vai com o homem de hoje
Que não sabe o que é esperar
Porque um simples clik
O coloca em qualquer lugar
Vê se o acompanhas...
Viaja noutra primavera
A tua outrora realidade,
Já era!!!




M.G.

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

vinte e oito de novembro/Meu “eu” vale mais do que o meu canto



Meu “eu” vale mais do que o meu canto
Me pergunto quem sou eu, cada vez que me levanto
Perscruto em silêncio onde o acaso me conduz
E que mais, ao meu redor, se reproduz...

Cada nota eu peneiro e crivo seu ritmo
Medeio e saboreio o meu sopro barítono
Agarro em ti amigo e toco e danço e canto
Sim meu cavaquinho, até a ti te espanto!!!

01/11/14


M.G.

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

vinte e sete de novembro/Dentro de mim

Dentro de mim


Dentro de mim corre um rio
De ansiedade e arrepio
Guardo as coisas bem guardadas
E não as encontro...
...oh que malvadas...
Ando com ar tonto
perdida...desencontrada
Que raio de encarangada!!!

Isto passa, deixa pra lá
Tensão baixa é no que dá!!!


25/09/14


M.G.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

vinte e seis de novembro/Aprendi a amar e a rezar

Aprendi a amar e a rezar
Em criança , no meu lar
Momentos que guardo
Na gaveta do “valorizar”...

Hoje, por aqui...

Vejo mãos que rodam, rodam, nesta roda da vida
Contas do rosário a Deus, nesta corrida
Mãos que rezam e amam,
Mãos humildes que já nada clamam
...
Orações simples que chegam aos Céus
Sorrisos carinhosos respondem a sorrisos meus...

Até amanhã,...até sempre...
Com vosso olhar, vou contente...

05/11/2014


M.G.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

vinte e cinco de novembro/Serei eu bruxinha?

Serei eu bruxinha?
...Mas nunca voei..!
Só em pensamentos
Tão alto eu sonhei...

Tão doce a ideia
De tudo saber
E neste bailado
Me deixo perder...

Se bruxinha eu fui
Talvez iludida
Por delicadeza
Me abra a saída...

25/11/14


M.G.