Dizem os números que um ano cessou...e outro iniciou...Assim sendo,ou não,no tempo sempiterno,Eu Vou...Um abraço de muita paz e muito amor...a quem comigo, neste barco for...

Quando meu tempo mo permitir, porei neste espaço, o que e o quanto me possa brotar,para convosco desabafar...neste mundo de corridas, neste mundo de porquês...
01/01/2017
margui




quarta-feira, 30 de março de 2011

desarrumação




Quem gosta de blogar, mete o nariz em tudo e mostra o que não deve…

Foi o que aconteceu ao cuscar a minha seguidora e amiga bloguista ,Fernanda.



Desarrumação

Ser mãe e avó,... olha no que está a dar
Mesmo que arrume tudo
Algo fica pra rumar…J…                                                         ...      até a escrita se desarruma!...


Vem o netinho, dorme na sala
A filha faz compras e aqui as abala



  Vida apressada, engraçada :)
  PSIU...não me tou a rir
  Ai que pouco durmo
  Que vou eu vestir?
 Veste, despe, só trapada!
...
 Logo arrumo…lol

Não há tempo, nem pachorra!
 Pra cueca dobrar, arrumar…
Saem da máquina
Metem-se na caixa
Bem tapadinhas
 Praranhiço não poisar  JJJ lol


Quero ouvir musica
Carregar o telé, ó Zé
Tudo emaranhado
Vêem como é?

Que mais eu posso dizer?
Que estou aposentada,
Sempre mais desarrumada
 Mas que posso eu fazer?

E vocês? Aí é tudo na perfeição?
Estão a rir-se, que eu já vi!
Fiquem à vontade
Venha daí a verdade….
De comigo partilharem
A vossa arrumação…

beijinho desarrumado
maria guida











sábado, 26 de março de 2011

O fluir da amizade


O fluir da amizade


Contigo partilhei  belos dias
De trabalho, de convívio, muitas alegrias...

És aquela alma gémea, que filha podia ser
És eu, com outra capa, também me levou a crer
És aquele desabafo que a alma nos alivia
Num Setembro apareceste, porque eu queria?!
Era um sonho, ou a natureza mo devia!?

Mas…
Um dia, nosso caminho de pé posto
Abriu outros afluentes,
Criou-nos rumos Diferentes
Deu-nos novos horizontes
A cada uma, desiguais Fontes                      
E nossa força assentou nosso encosto          

Eu, no caminho da aposentação
Tu, no auge, da tua direcção
Caminhamos adiante, com vaidade
Na bagagem, a nossa amizade

Embora distantes, cultivamos o partilhar
Aplicamos o saber ser, o melhor modo de estar
Eu fico feliz, porque te sinto sonhar, CRESCER
Crescer na carreira, em família, no dever.

Foi a magia no trabalho, na verdade…
Foi o bichinho da responsabilidade,
Que fez fluir a nossa amizade

Neste espaço tão disperso
Cada vida é um sonho, um universo
Que rebola, não se controla
Mas rolando, também consola

Cá no meu redundar…
Vou continuar a rolar, a sonhar…

…Contigo, eu partilharei outros dias
Com tantas, tantas outras alegrias…
                                                     
maria guida

quarta-feira, 23 de março de 2011

guia de prata

                           
Guia de prata


Guia de prata, sempre desigual
Fadista amiga, satélite natural    
Encanta-me, esse teu aspeto
Espaço vazio, invisível ou repleto
Alegria ou tristeza, para ti tanto faz
Contigo desabafo, sempre recebo paz…
À volta de minha Terra, vai a tua rotina
O sol te ilumina…Magia Divina…

Sinto-me leve, pequena, quando te espreito
Tua heroicidade aperta meu peito!

Nesta noite, tu estavas, ainda, mais bela
Fotografei-te, do meu quintal, da minha janela
O limoeiro convidou, levar-me até Ti
Mas não, eu fiquei por aqui…, eu não consegui!

Quanta magia, numa bola de ping _ pong
E, eu a magicar, irei até onde?

Maria Guida





Fotos tiradas a 20/03/2011 em noite de lua cheia.

Maria Guida

segunda-feira, 21 de março de 2011

2º aniversário bloguinho

Segundo aniversário

Ainda tenho recente
O assustar desta máquina
Como pode a informação
Entrar em caixa tão prática?

Todo este tarantismo
Virou a curiosidade
Qual indivíduo robô
Com tanta realidade?
Autómato mecanismo!
Que diria o meu AVÔ?!

A ele me fui ligando
Convosco fui partilhando
O pouco que sei fazer
Hoje, tenho-o como amigo
Pois sem ele que faria
Ele me dá esta alegria
De acolher neste abrigo
Amigos, a não perder!

Numa Primavera nasceu
Com ela também colheu
A beleza do renascer
Do rejuvenescer…
…A todos …
Eu mando em tempo real
O que há no meu quintal
E vos quero oferecer

São as minhas flores …
São estes meus amores…
É a Primavera
Que a vós agradecer quisera!
E eu com ela Engrandecer
A partilha e a vontade
Da vossa querida amizade


Um bem-haja a todos.

Maria guida

sexta-feira, 18 de março de 2011

Vem Primavera

Vem Primavera
Vem Primavera
Aqui, alguém por ti espera
Eu espio o meu jardim
Queria outro festim
Queria abrir a janela
E baptizar outra aguarela

É justa e sábia a natureza
Mas, eu quero outra beleza
Eu amo as pessoas e as plantas
Mas, ansiedades são tantas!

Acordei em comoção
Que gaita de situação                                  
Mas por quê…?
Será que haverá razão?!

Procuro a alfazema querida
Que no tanque está escondida
 Parece que a oiço baixinho:
_ Obrigada plo teu carinho
Tua genica, hoje está fraca
Vai… abana a minha estaca
Inspira o meu perfume
Teu ânimo vem a lume
…                                                                                               
Atraio sua força sincera
Parece que algo entra em mim
E dos lados da janela
Sopra o volúvel jasmim

Ah trepadeira exigente…
Com impulsos bem patentes                               
Aromas…forças pendentes
Investem na minha mente
Acordo …
Embarco estes ramalhetes
E acordada que eu sei
 Sonhei e em mim gravei:

_ Que outras hastes posso querer?
_ Sem paciência, querem lá ver!

Sou paciente Primavera
Minha era, por ti espera…

Não quero mais comoção
Nem gaita de situação
Será que há dias não?
Ou serei eu confusão?

Beijinhos Primaveris a todos
Maria Guida

sábado, 12 de março de 2011

Duas mães


 StownyEste poema é:
  
Para perfumar a nossa amizade
                                                        E, das nossas mães…A saudade
                      

                                                        … Estão presentes neste Sistema controverso
                                                         Não importa, em que porto deste Universo!



 Duas mães
 Nesta Mãe Natureza, vives
 Aqui tu és e te defines
 Agradeces-lhe oriunda energia
 Atavias-te em plena sinfonia…
 Gozas pleno, em pleno ventre
 Esta força incandescente
                                        Com vigor…
 Nela entregas teu corpo
 Tanta simplicidade em assopro
 Banhas-te no seu musical         
 Sonhas em bucólico madrigal
 E na tua mão fanfarras
 A pureza das tuas garras
                                         De amor…
 E vês nelas a outra mãe que te acolheu
 Que a esta mãe natureza te deu,
                                                    Com dor?!

 Teu próprio ritmo, esta virtude
 É a tua humildade, em plenitude
 Dela retiras teu alimento
 De fome,
 De razão,
 De entendimento

 Também eu, contigo, por aqui passeio,
 Vivo esta família, em meu regaço
 É aqui que está meu seio
 Meu íntimo vive este espaço

 Tão Belas…estas mães!

 Terra mãe e mãe na Terra
 Que feliz, esta dupla guerra
 Guerra do amor de cada andante
                                                       ...  Tenho duas mães, que me levam adiante
                                                           Puras…Singelas…

                                                                                                    Como adoro ser viajante!

margui

terça-feira, 8 de março de 2011

sou mulher



O limbo superior do sol
Toca o meu horizonte                                          
Magia que vem a prol…
Meu corpo torna-se ponte
…Sem norte
…Sem porte
…Sem trilho
…Sem brio

Mas que arrepio…
Por dentro, eu intento
Esvai-se o pensamento
Parece que rio…com brio

Galgo estas águas
As ondas do mar
Ao sabor da música
Sinto-me bailar
Pra vos alcançar…

Vivo esta ilusão
Quero-a verdadeira
Piso terra, piso chão
...
Se o além
Se o meu sonho
Se a minha força
Se a minha esperança
... Se esta mania de ser Criança
... Se este Todo, é confusão...
Tudo vivo, da mesma maneira!
Sopros de quimera?!
Mas, vejo-te, sonho meu...!
Vou, és Infinito…
Meu refúgio, sempre "EU"
...
Neste Todo, tudo existe…                     
É a água, é o ar
É a planta, é a rocha
É a força de amar

Em todo o Universo, eu semeio energia
E à minha volta, tudo rodopia
Quero eternamente, beijar este espaço
E por toda a parte, semear meu abraço

Abraço de mulher
Com norte
Com porte
Com trilho
Com um brio que sorri

Gritando ao Universo:
_ Sou mulher…
 Agradeço o estar aqui,   
 Sorrindo para TI!


… Um abraço carregado de boas energias, a todas as mulheres, do MUNDO…


 Maria Guida

quinta-feira, 3 de março de 2011

Carnaval 2011



Um Feliz Carnaval a toda a Comunidade Escolar e a todos que comigo partilham na blogosfera.
Um obrigada ao professor de Informática. A ele devo o estar aqui.
Um beijnho a todos.

maria guida rodrigues