Dizem os números que um ano cessou...e outro iniciou...Assim sendo,ou não,no tempo sempiterno,Eu Vou...Um abraço de muita paz e muito amor...a quem comigo, neste barco for...

Quando meu tempo mo permitir, porei neste espaço, o que e o quanto me possa brotar,para convosco desabafar...neste mundo de corridas, neste mundo de porquês...
01/01/2017
margui




segunda-feira, 11 de abril de 2016

onze de abril de 2016

Vou comigo

Vou comigo porque eu sou
A minha estrela, o meu sol
A relva do meu caminho
O tamanho de cada trilho
No meu êxito, no meu fracasso
Sou o melhor naquilo que faço
Não sou lenda, infinito é meu coração
Venço-me no meu sentimento
Agarro cada seda, desgasto cada ilusão
Fico no discernimento...

                                                                                                                                             MG