Dizem os números que um ano cessou...e outro iniciou...Assim sendo,ou não,no tempo sempiterno,Eu Vou...Um abraço de muita paz e muito amor...a quem comigo, neste barco for...

Quando meu tempo mo permitir, porei neste espaço, o que e o quanto me possa brotar,para convosco desabafar...neste mundo de corridas, neste mundo de porquês...
01/01/2017
margui




sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Mãe Terra,Terra Mãe



Mãe terra, Terra Mãe...
Em ti me sento
E sem apoquento
Assento meus pés, me ajeito
Abro asas...voo ao teu peito.
...
Levo comigo as mazelas
Desgostos, tristezas, querelas
Navego ao colo do Teu ser
Fico em mim, pra te sentir e ver
E a Ti entrego...
O enfadado mal querer

Me amas!. Me chamas!.        
Sorrio!
Te agradeço
Me despeço
E no regresso...
Minh alma esvoaça mais leve!
Eu salto feliz cada sebe...
Energizada de bem querer
...
Na vida e pela vida...
A cada passo
Mesmo sem embaraço...
A ti me confesso
E aperto o laço
Do Teu abraço
...“ Viver”

Não quero perder tua guarida...
Eu e TU, nesta corrida
Prá Vida!


Obrigada à professora Carla Penetra por me fazer voar nas suas aulas, ao colo infinito da nossa Mãe Terra,... à procura da nossa paz...Bem haja!

Obrigada ao Universo...



Beijinhos de bem querer.
                   
Em,15 de Novembro de 2012

Maria Guida Rodrigues

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Mãe Terra!


Mãe Terra

Tão incansável e protetora tens sido
Livras golpes e má gestão, do perigo
Tantos erram e ferem teu corpo protector
Mas vais amparando, com tanto amor...

Louvo a tua existência
Louvo a tua abundância
...
São joias as tuas sementes
A vida, está nestes presentes
...
Que germinem...
_Misteriosas
_Fortes
_Fascinantes
_Vulneráveis

Desculpa a nossa má gestão
E, do fundo do coração
Em meu nome e em nome de outros seres humanos
Peço desculpa, por tantos danos
...
Mãe, pra tantos
A fome é uma verdade
...
Que se espalhem, que se partilhem teus frutos
No corpo e coração desta Humanidade...


Maria Guida Rodrigues