Avante

Praticar a gratidão ao que nos rodeia, é reconhecer e dar valor à vida, abraçar a paz e absorver a beleza que ela encerra.
Feliz 2018.
MG




domingo, 25 de novembro de 2018

Nunca te deixes dissuadir


Nunca te deixes dissuadir por pontes em teu caminho
Passa-as por cima ou por baixo
É esse o teu riacho
Saboreia-o com carinho

Há um silêncio só nosso,
Colosso
 Uma independência nata que precisa ser cultivada
...cá dentro 
Com ela apenas, se consegues felicitar a jornada...
...momento 

Quando remares e não puderes ver o que é teu
Mesmo que a travessia seja dura...
Luta, ama, agradece, porque nada na vida perdura...
Há sempre um túnel de luz que fará teu apogeu!

Nesta terra ou noutro céu!
 Há sempre, o teu e o meu.

Tantos hologramas,
Não são fantasmas nem espíritos 
De pijamas...
Os demónios não existem,
São quimera!
Existe sim, a vida.
A Primavera
Onde existe, 
O bem e o mal da terra
Em tanta humanidade viva...!!!

Quer um conselho?
Não critique
Sorria

E se ouvir maldizentes
Olhe suave e não  comente
Que o silêncio entre dentes
É o único que não mente...

A felicidade ama cada presente!

MG

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Não preciso, nem valido.



                                                                                                                                         

Não preciso de olhos abertos, para ver o que me escondem
Não preciso de audição apurada, para ouvir o trovão 
Não valido o que tantos desejam que me contem

Quando se vê o que não está visível, é a vitória a cada senão!
                                                                                                   
                                       
                                                                                                     MG

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

No peitoril do horizonte

No peitoril do horizonte
Tudo se aclara evo
O imensurável defronta
O todo eterno,sem medo
...
De simplicidade uma fonte
De amor todo um segredo
De paz a perene fonte
De encanto o meu penedo
Que debulho em cada onda
Desta vida,nesta monda..
De torpedo.
                                                                                          MG

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Este lugar...



Este lugar me transporta para distantes doçuras
Como se nesta brisa se fabricasse o próprio tempo
Aqui inventei brinquedos, rabisquei desenhos,
Escutei e amei falas e risos
Temperos de crescimento, embebecidos...
Sorrisos tamanhos
De contentamento
Ribeiras de doces ternuras!
Hoje,
Este lugar,
Continua fábrica e altar
Com outras realidades

                            Que rezam e me ajeitam de eternas vaidades

                                                                                                                   MG

domingo, 22 de julho de 2018

A magia,mar de meus sonhos,

-->


A magia,mar de meus sonhos,


A magia, mar de meus sonhos, conquistou o meu stress
Porque a vida, não é nada o que parece.
Mas quando tudo se entende, se percebe
Ao cair da tarde,
Ao bater da noite
Tudo é mais suave e leve
E outro dia já se foi...
E novo dia nos recebe...

O “eu” não sente plena liberdade
Mas, no silêncio do caminho, é o gestor da mente
Sobe ao palco, pensante, imaginante, até crente
De querer gerir o guião da ansiedade...

Na resposta inteligente
Trabalha a emoção, o veículo mais sofisticado
Fenómenos inconscientes nutrem gatilho da memória...
_ Mas que estória?
_ Querem fazer nos bastidores da minha  história, o passado?
Mal pensado!
Porque meus sonhos de música e poesia
Revolucionam minha história!
Quero viver a alegria
Mesmo que ela se ausente...

A magia, mar de meus sonhos, conquistou o meu stress
Porque a vida, não é nada o que parece.
Mas quando tudo se entende, se percebe
Ao cair da tarde,
Ao bater da noite
Tudo é mais suave e leve
E outro dia já se foi...
E novo dia nos recebe...

Há que estar com todos e ninguém saber de nós
Há que escutar, a sempre-vida , qualquer voz
Há que promover a prevenção dos transtornos emocionais
Há que transformar tempestades, em belíssimos sinais
Há que ver nos pormenores, alimento de alegrias
Há que...
No meio de sofrimentos, compor eternas  e belas sinfonias.

As lágrimas, as angustias, os erros foram meus
Abraço mais e, porque também erro, julgo menos.
A minha copa pode não mostrar minhas raízes
Mas alimenta dias folhosos, mais felizes

A magia, mar de meus sonhos, conquistou o meu stress
Porque a vida, não é nada o que parece.
Mas quando tudo se entende, se percebe
Ao cair da tarde,
Ao bater da noite
Tudo é mais suave e leve
E outro dia já se foi...
E novo dia nos recebe...

E nesta eternidade...cada pegada é tabuleta mestra
Com elas lapido o caos, não quero a vida uma sesta
Avanço e procuro o que me é mais importante na caminhada
E descubro o meu eu,
Cada dia, o dia mais feliz da minha sempre-vida
O prazer da minha eterna morada...!


Maria Guida Rodrigues
Julho de 2018

sábado, 14 de julho de 2018

No cimo e cá em baixo!



No cimo, balada do vento
Cá em baixo, a areia molhada
Abraçando o mundo altruísta 
Mareio cada conquista 
...E semeio...
...Segredos
... em pedra musgada!

Desabafos empedrados
Que o mar sabe limar
Não deixam rastros vidrados
Nem palavras de abrolhar.

Não é o ventre que se abre
Mas esta “cheia” de energia 
...o que nos dá Ninguém sabe
É pura Sabedoria!!!

Cantos, recantos, encantos,
Ventos, maresias, entretantos
Cada pormenor, um sabor
O Maior
O Melhor 
Do AMOR!

                                                                        Mª Guida Rodrigues