Dizem os números que um ano cessou...e outro iniciou...Assim sendo,ou não,no tempo sempiterno,Eu Vou...Um abraço de muita paz e muito amor...a quem comigo, neste barco for...

Quando meu tempo mo permitir, porei neste espaço, o que e o quanto me possa brotar,para convosco desabafar...neste mundo de corridas, neste mundo de porquês...
01/01/2017
margui




domingo, 13 de abril de 2014

treze de abril/já tardinho, cavaquinho.

  tardinho...

Vejo o casario branco na montanha
E o verde no sopé
Brilhando ao pôr do solinho
E...cansada do dia...
Mas puxando pla minha alegria
Vou às aulas de cavaquinho

As filas de trânsito
A rápida condução
O pé no travão
Geram-me confusão!!!
_Relaxa
_Acalma
_Pois então
Senão! ;)

Amanhã ao acordar
Será outro dia...
Tenho tanto pra estudar
O tempo a escassear...
Depois de me aposentar...
Quem diria?

É bom ter o que sonhei
Cavaquinho, viola, canto
Até eu própria me espanto
E repito “Me encantei”!

Não há criança, juventude, velhice
Há um ser presente, algo que existe...
...E enquanto este caminho percorrer
Só sou feliz, se o que quiser, puder fazer...

Margui


09/04/2014

Sem comentários:

Enviar um comentário

É um prazer, receber o seu comentário.
Obrigada pelo contributo.
maria guida