Dizem os números que um ano cessou...e outro iniciou...Assim sendo,ou não,no tempo sempiterno,Eu Vou...Um abraço de muita paz e muito amor...a quem comigo, neste barco for...

Quando meu tempo mo permitir, porei neste espaço, o que e o quanto me possa brotar,para convosco desabafar...neste mundo de corridas, neste mundo de porquês...
01/01/2017
margui




quinta-feira, 27 de março de 2014

vinte e sete de março/Cumpre a melro seu fado...


Cumpre a melro seu fado...


Cumpre a melro seu fado
Neste dia tão chuvoso
Não abandona seu ninho
Seus filhos, o mais valioso!

Tranquilamente balança
Com seu bico escreve e dança
As folhas, seu livro, seu teto
Gostoso vê-la, ao lado da minha janela
Aqui tão perto...

Nada é estranho, simplesmente natural
Sou eu, a melro, a chuva, o vento,
Que melhor encantamento, 
Neste tempo frio, coberto de amor?
Tudo, conforme é, é normal
E os crentes pasmam
Da obra do Senhor...


Margui

Sem comentários:

Enviar um comentário

É um prazer, receber o seu comentário.
Obrigada pelo contributo.
maria guida