Dizem os números que um ano cessou...e outro iniciou...Assim sendo,ou não,no tempo sempiterno,Eu Vou...Um abraço de muita paz e muito amor...a quem comigo, neste barco for...

Quando meu tempo mo permitir, porei neste espaço, o que e o quanto me possa brotar,para convosco desabafar...neste mundo de corridas, neste mundo de porquês...
01/01/2017
margui




domingo, 23 de fevereiro de 2014

vinte e três de fevereiro/Chove em mim


                                                               Chove em mim...
Neste momento:

Chuva, chuva e mais chuva!
Assenta no solo como uma luva
Corre e salta quintais
Oiço-te chuva bendita!
Oh Deus !!!Mas que permita!
Não serás demais?

E hoje também choveram...

Inéditas palavras de amor,
Sons de felicidade
Resmungos da própria idade
Do qual já tinha saudade!

Por vezes chove em minha vida
São cochichos com requinte
São desejos
São forças, são subtilezas
Fique alagada
Encharcada
Ou apenas molhada
São raras belezas...

Chover em nós é ter riqueza...



margui

5 comentários:

  1. tb acho que é choradeira a mais. Tb em mim faz hoje 24 aninhos escorria felicidade por todos os poros. foi lindo! Eram 20,45h , chegava a este Mundo o meu 2º rebentozinho.

    ResponderEliminar
  2. tb acho que é choradeira a mais. Tb em mim faz hoje 24 aninhos escorria felicidade por todos os poros. foi lindo! Eram 20,45h , chegava a este Mundo o meu 2º rebentozinho.

    ResponderEliminar
  3. São os momentos mais belos!!!Podermos semear na terra, o que este Universo nos ofereceu!
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  4. Guida! O que dizer destas ternas palavras molhadas pela chuva, que falam de amor,de felicidade e até dos resmungos da idade.Direi apenas GRANDE POEMA.
    Beijinhos

    ResponderEliminar

É um prazer, receber o seu comentário.
Obrigada pelo contributo.
maria guida