Dizem os números que um ano cessou...e outro iniciou...Assim sendo,ou não,no tempo sempiterno,Eu Vou...Um abraço de muita paz e muito amor...a quem comigo, neste barco for...

Quando meu tempo mo permitir, porei neste espaço, o que e o quanto me possa brotar,para convosco desabafar...neste mundo de corridas, neste mundo de porquês...
01/01/2017
margui




sábado, 25 de janeiro de 2014

vinte e cinco de janeiro


poesia...

Poesia consome ritmo e harmonia
Qual refúgio da história, qual sinfonia.
É revelação do ser, é paz íntima
Se o poder corrompe, a poesia limpa

Em nada pode ser definida
Porque é liberdade humana, é divina
É a essência de quem a escreve
Com tristeza ou sorriso de ânimo leve

Que Deus me deixe ter  sempre um jardim
Para nele pintar o que está dentro de mim
Mover minha alma nesta música que pensa
A minha poesia, a minha inflexão, apensa...


maria guida rodrigues

Sem comentários:

Enviar um comentário

É um prazer, receber o seu comentário.
Obrigada pelo contributo.
maria guida