Dizem os números que um ano cessou...e outro iniciou...Assim sendo,ou não,no tempo sempiterno,Eu Vou...Um abraço de muita paz e muito amor...a quem comigo, neste barco for...

Quando meu tempo mo permitir, porei neste espaço, o que e o quanto me possa brotar,para convosco desabafar...neste mundo de corridas, neste mundo de porquês...
01/01/2017
margui




quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

trinta de janeiro

minha orquídea é ela própria...
Minha orquídea é ela própria
O meu respirar também...

Sem auto imagem mental
Irradiam uma atmosfera tal
Me ensinam  os segredos que encerram
Na quietação que subtilmente emanam...
São familiares misteriosos
Com a paz de penedos rochosos

Hoje,
Nem o restolhar das folhas
Nem o vento
Nem a chuva a cair
Que são lágrimas a sorrir
...
Me desviam
Da perceção de os sentir...





maria guida rodrigues

Sem comentários:

Enviar um comentário

É um prazer, receber o seu comentário.
Obrigada pelo contributo.
maria guida