Dizem os números que um ano cessou...e outro iniciou...Assim sendo,ou não,no tempo sempiterno,Eu Vou...Um abraço de muita paz e muito amor...a quem comigo, neste barco for...

Quando meu tempo mo permitir, porei neste espaço, o que e o quanto me possa brotar,para convosco desabafar...neste mundo de corridas, neste mundo de porquês...
01/01/2017
margui




terça-feira, 27 de junho de 2017

Mar azul
 
Neste mar azul, assento praça
Azul da paz, da serenidade
Com salpicos de humildade
Que me refresca e abraça

Na linha do horizonte
Ao nascer e pôr do sol
Minha vista é uma ponte
Meu corpo, o meu farol

A noite torna-se escura
De ternura embalada
E eu sinto uma doçura
Onde o “tudo” me é cura
...Porque dou conta do “nada”

Nesta orquestra encantada
Nesta cidade ambulante
...Calma, alegre, relaxante...
O embalo é miminho
Talvez noutra madrugada,
Me enfeitice igual caminho...


07/05/2017

MG

Sem comentários:

Enviar um comentário

É um prazer, receber o seu comentário.
Obrigada pelo contributo.
maria guida