Dizem os números que um ano cessou...e outro iniciou...Assim sendo,ou não,no tempo sempiterno,Eu Vou...Um abraço de muita paz e muito amor...a quem comigo, neste barco for...

Quando meu tempo mo permitir, porei neste espaço, o que e o quanto me possa brotar,para convosco desabafar...neste mundo de corridas, neste mundo de porquês...
01/01/2017
margui




terça-feira, 12 de junho de 2012

Agradeço os bons vizinhos


Agradeço os bons vizinhos
Que nos fazem despertar
Nos arvoredos, seus ninhos
Tanta coisa a desvendar




Acordamos com chilreios
Qual encanto e talismã
Que vida nestes guerreiros
Que brindam cada manhã!

Melrinhos atarefados
Fazem o ninho em dois dias
Arquitetos! Mil cuidados!
Sustentos em cantorias

No aflautado e grave gorjeio
Cada dia eu me enleio
Aqui não há tecnologia
Só natural e magia
Há o instrumento do amor
Sem traição
Perdão…clamor
E se há Dor…
É do suor
De tal fulgor...

Não fotografei ovinhos
Com receio de poder ferir
A graça do que é galado
Alicerce do porvir















…Cresceram, já vão adiante...
E …!
No mesmo instante...
Outros iniciam cantante
Igual tarefa brilhante
              
Esta pura perfeição
Acreditem, nunca vi
De quem será este ninho
Que espera passarinho???
Quem me ajuda por aqui?!


Maria Guida Rodrigues

2 comentários:

  1. Olá Guidinha,

    Que maravilha!!!! Adorei estas fotos!
    Tiveste o privilegio de acompanhar esta obra de engenharia....
    Como deve ser ternurento colocar estes seres indefesos nas mãos!

    A Natureza é MARAVILHOSA" é pena ser tão mal tratada....

    Obrigada pela partilha

    Um grande beijinho
    Fernanda Salvado

    ResponderEliminar
  2. Olá Guida,
    Que companhia tão simpatica que tu tiveste, eheheh...!!
    Que lindo poema e que maravilhosas fotos, adorei!

    Bjs carinhosos.
    Patricia

    ResponderEliminar

É um prazer, receber o seu comentário.
Obrigada pelo contributo.
maria guida