Dizem os números que um ano cessou...e outro iniciou...Assim sendo,ou não,no tempo sempiterno,Eu Vou...Um abraço de muita paz e muito amor...a quem comigo, neste barco for...

Quando meu tempo mo permitir, porei neste espaço, o que e o quanto me possa brotar,para convosco desabafar...neste mundo de corridas, neste mundo de porquês...
01/01/2017
margui




quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Tanta chuva, tanto vento!



No leito quentinho, enroupado
Deito meu corpo cansado
Chamo plo pensamento:
_Vem comigo...
Afasta-me este tormento
Tanta chuva, tanto vento!
                 
Me enlevo...
Sacode-me a chuva nas vidraças
Não me concentro caraças ;)
E berram-me as persianas:
_Não te metas com ventos sacanas.

Nesta noite
Não vem nada levemente
Desnorteiam minha mente
Não me deixam estar presente.

Pois olhai:
Não penseis que me aflijais
Meu peito tem ventos mais
Fortes, seguros, regrados
Boa noite ;)
Vou é dormir, cus diabos... J



Maria Guida Rodrigues

Sem comentários:

Enviar um comentário

É um prazer, receber o seu comentário.
Obrigada pelo contributo.
maria guida