Dizem os números que um ano cessou...e outro iniciou...Assim sendo,ou não,no tempo sempiterno,Eu Vou...Um abraço de muita paz e muito amor...a quem comigo, neste barco for...

Quando meu tempo mo permitir, porei neste espaço, o que e o quanto me possa brotar,para convosco desabafar...neste mundo de corridas, neste mundo de porquês...
01/01/2017
margui




segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Amo o meu cavaquinho


Com o instrumental do" malhão, triste malhão", aqui fica a minha letra ;).

Amo o meu cavaquinho
Amo o meu cavaquinho
Vai comigo a qualquer lado
Por causa do cavaquinho
Por causa do cavaquinho
Ficou o caldo entornado

Refrão
Ai eu toco nele, ele me toca a mim
É por causa dele
Que me alegro assim (bis)

Faça chuva, ou faça sol
Faça chuva, ou faça sol
A meu lado a viajar
Faz companhia porreira
Faz companhia porreira
Só lhe falta é falar

Refrão
Ai eu toco nele, ele me toca a mim
É por causa dele
Que me alegro assim.(bis)



Maria Guida Rodrigues

2 comentários:

  1. Olá Guida!
    Há tanto tempo que não passava por aqui...!! Já estava com saudades, eheheh!
    Adorei o teu poema!
    Tu tocas cavaquinho, tocas viola, tu cantas, tu escreves estes poemas tão bonitos... bom, tu nos encantas!!! Parabéns amiga.
    Bjs grandes.
    Patricia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu encantas me também Patricia com as maravilhosas pinturas e o com o teu poder de partilha e quanto mais por aí andará escondido!Obrigada pela tua visita.É sempre um prazer:) amiga<3

      Eliminar

É um prazer, receber o seu comentário.
Obrigada pelo contributo.
maria guida