Dizem os números que um ano cessou...e outro iniciou...Assim sendo,ou não,no tempo sempiterno,Eu Vou...Um abraço de muita paz e muito amor...a quem comigo, neste barco for...

Quando meu tempo mo permitir, porei neste espaço, o que e o quanto me possa brotar,para convosco desabafar...neste mundo de corridas, neste mundo de porquês...
01/01/2017
margui




quinta-feira, 14 de março de 2013

Há o impossível...



Depois de ver o filme, foi-me impossível, não deixar rasto...

     

Vives cumprindo promessa
Vai calmo, não tenhas pressa
Ao impossível, ninguém fugirá
O Universo, cumpre e cumprirá

O sorriso de criança,
O abraço de um amigo
Abriga-os, preserva-os contigo
És família, amigo, irmão
Sociedade enérgica, em união!

Na aflição,
Agarra a força, a coragem
A partilha, a cada ser
O erguer ao impossível
É possível,
Para sobreviver!

Não te agarres à idade, ao sofrimento
Ao género, ao número
Que o infinito é inúmero
E nunca dorme no tempo...

E Chorando
Ajuda, do branco ao negro
E do negro a qualquer cor
O choro de  raiva, na dor
É grande prova de amor


Exora ao teu mundo, labuta
...
No silêncio do desespero
Alguém te escuta
...
Fecha os olhos, clama às estrelas
Pensa algo bom e sincero
Verás neste espaço infinito
A grandeza deste mistério

                                                    Aos meus amigos

Com um beijinho carinhoso
Maria Guida Rodrigues

2 comentários:

  1. Olá Guida,
    É sempre um prazer visitar o teu blog e ler o que escreves. Adorei!!
    Já ouvi falar muito bem deste film, deve ser daqueles que vale a pena ver, e como tu bem dizes, deixa rasto...!!
    Bjs carinhosos e uma boa Páscoa
    Patricia

    ResponderEliminar
  2. Obrigada querida! Sim vale!
    Umas férias felizes e tudo de bom.
    Até um dia destes.
    Beijinhos

    ResponderEliminar

É um prazer, receber o seu comentário.
Obrigada pelo contributo.
maria guida