Dizem os números que um ano cessou...e outro iniciou...Assim sendo,ou não,no tempo sempiterno,Eu Vou...Um abraço de muita paz e muito amor...a quem comigo, neste barco for...

Quando meu tempo mo permitir, porei neste espaço, o que e o quanto me possa brotar,para convosco desabafar...neste mundo de corridas, neste mundo de porquês...
01/01/2017
margui




quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

O mar nos extasia


O mar nos extasia, bem ou mal
Contornando, sem medo, todo o pedregal
E a brisa, essa,
Em que a beleza matinal não cessa
Abraça o tempo, que não tem pressa
Porque a cada manhã, novo sol virá
E a cada noite, desigual dia brotará
E nova e doce maresia
Peneirará.

Olhando esta força, imensidão
Não tenhamos pura ilusão
 Estupidez e mediocridade
É falta de brio e dignidade
Vencer, cada penedo, é consciência
É correr a vida, na claridade
Contornando cada dificuldade
É coragem de mar, de excelência
Mostrando a nossa valência

Ilusão de contorno, escondida é maçada
É tonta verdade, é baixar à proa
É deslustrar-se em pessoa
…….. é Nada …….

maria guida

2 comentários:

  1. Olá Guida,

    Adorei este lindo poema sobre o mar.
    Parabéns!!

    Bjs carinhosos.
    Patricia

    ResponderEliminar
  2. Guida
    Encantas-me sempre com a força das tuas palavras e a descrição tão verdadeira e profunda que transmites em todos os teus poemas.
    Parabens Guida

    Um beijinho
    tua amiga Aline

    ResponderEliminar

É um prazer, receber o seu comentário.
Obrigada pelo contributo.
maria guida